TOPO Header Ads

Esposa de secretário de Itaqui morto e ex-companheiro dela são presos por suspeita de envolvimento no crime

Duas pessoas foram presas, na quarta-feira (16), por suspeita de participação na morte de Germano Aires Garcia Fernes, secretário municipal de Itaqui. O corpo foi encontrado no dia 21 de agosto, em Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

A esposa do secretário suspeita pela polícia de ser a mandante do crime teve prisão temporária decretada. Já o ex-companheiro dela, que também tem relação com o assassinato, foi preso preventivamente e encaminhado para a Penitenciária Estadual de Charqueadas. De acordo com o delegado Guilherme Calderipe, responsável pelo caso, o crime teria motivação patrimonial.

Germano havia chegado em Porto Alegre para participar de um seminário, e ficou hospedado em um hotel. Cerca de uma hora e meia depois, foi encontrado morto.
Imagens de câmera de segurança mostram o momento em que o secretário é atraído para um carro, por uma mulher. Ela e o motorista do automóvel foram identificados e presos. 

Imagens divulgadas pela polícia mostram vítima entrando em carro

De Porto Alegre, ele foi levado até Viamão, conforme a polícia, onde foi encontrado morto, na Estrada Caminho do Meio. Pessoas que passavam pelo local viram o corpo e acionaram a polícia. Nada foi roubado de Germano. Ele estava com o celular e a carteira.

Desde o início do inquérito, o delegado descartou a hipótese de crime político.

Germano era secretário de Relações Institucionais e Captação de Recurso. A prefeitura de Itaqui decretou luto e publicou nota, dizendo que o funcionário era "exemplar, com relevantes serviços prestados por mais de 40 anos".


Foto: Divulgação/Polícia Civil
Fonte: G1/RS
Tecnologia do Blogger.