TOPO Header Ads

Castilhenses debatem sobre Escola Cívico-Militar


Júlio de Castilhos conta com um grupo organizado que vem debatendo e buscando junto das autoridades municipais a adesão ao Programa.

Na noite de domingo, 06, Romilto Müller, Marcelo Hoffmann e Elenice Montanher debateram, ao vivo, nos sites Cidade1 e Site de Notícias DeTudoNaNet sobre o assunto - Reveja o debate:
Escolas Cívico-Militares
O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, que apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa com a participação do corpo docente da escola e apoio dos militares. A proposta é implantar 216 Escolas Cívico-Militares em todo o país, até 2023, sendo 54 por ano.    

PÚBLICO-ALVO
Alunos, gestores, professores, profissionais da educação, militares e a comunidade escolar das escolas públicas de ensino regular, nas etapas Ensino Fundamental II e/ou Ensino Médio, que adotarem o modelo do Ministério da Educação.

ADESÃO
Poderão aderir ao Programa: o Distrito Federal e os estados que possuam escolas que atendam aos critérios a seguir:
Escola em situação de vulnerabilidade social e com baixo desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB);
Escola localizada na capital do estado ou na respectiva região metropolitana;
Escola que ofereça as etapas Ensino Fundamental II e/ou Médio e, preferencialmente, atenda de 500 a 1000 alunos nos dois turnos;
Escola que possua a aprovação da comunidade escolar para a implantação do modelo.
As escolas que desejarem participar do Programa precisarão manifestar interesse junto à sua secretaria de educação, que conduzirá um processo de escolha.
Nos estados em que não houver adesão, serão selecionados municípios voluntários para aderirem ao Programa.

Confira mais sobre o programa acessando o site: http://escolacivicomilitar.mec.gov.br/

Tecnologia do Blogger.