TOPO Header Ads

Júlio de Castilhos - Um passeio pelos 128 anos de "nossa comunidade" - Por Caio Portela

Neste dia 14 de julho, o município de Júlio de Castilhos, na região central do Rio Grande do Sul, completa 128 anos de emancipação político administrativa.
Hoje, com a população em torno de 20 mil habitantes, a área urbana está localizada na região central do estado, com condições de ser uma das mais prósperas, em se tratando de geração de emprego e renda, pois o município possui acesso privilegiado: Uma BR e uma Ferrovia que "cortam" a cidade, praticamente de ponta a ponta.
Hospitaleira e solidária, a comunidade está sempre pronta para ajudar a quem precisa: São inúmeras ações comunitárias, campanhas de doação de alimento e agasalho, entre outras que sempre tem a mão estendida pela maioria da população, independente de classe social.
Na política, assim como grande parte da população brasileira, as pessoas precisam conhecer um pouco mais sobre esta temática: Política é a ciência da governança de um Estado ou Nação e também uma arte de negociação para compatibilizar interesses."
Em se tratando de saúde pública, possui ESFs que atendem a população, mas um grande número de pessoas ainda são transferidas diariamente para outros centros maiores, até mesmo para terem seus filhos. Hoje, com o acesso às redes sociais e pelas constantes publicações, é possível ver o quanto a comunidade necessita de cuidados maiores na área preventiva: O Auto cuidado e espiritualidade, pelo que eu vejo, são pontos importantes que precisam ser vistos pelos gestores de saúde. Quando cito espiritualidade, não me refiro em religião, mas principalmente o despertar da fé, do acreditar que se pode vencer, muitas vezes, simplesmente alimentando o desejo de vitória, do acreditar...
Na área esportiva, ações vêm sendo desenvolvidas, talvez se houvesse maior investimento nas categorias de base, nos mais variados esportes, em equipes formadas nas comunidades, houvesse mais praticantes. Despertar o amor pelo Bairro e suas agremiações não é despertar rivalidades, mas criar sentimento raiz de valorização às comunidades. A descentralização das práticas esportivas seria um meio de manter o jovem próximo das famílias e vice-versa.
Na educação, são várias escolas em plena atividades. O Instituto Federal Farroupilha proporcionou opção de estudos a nível superior, onde a população têm buscado sua formação em uma escola pública. Não esquecendo que várias pessoas da comunidade aproveitam as escolas a distância para conquistarem sua graduação, colocando mais pessoas qualificadas no mercado de trabalho, mercado este que precisa evoluir para absorver seus filhos, pois hoje muitos têm buscado trabalho em outros municípios e a té mesmo em outros estados da nação.
Ainda dentro do tema, hoje, a comunidade precisa de mais inserções na área de cultura, mas ações inseridas no dia a dia das comunidades, lá na sua região, talvez ações diferenciadas de a cordo com a cultura da comunidade, pela avaliação dos setores competentes.
Na segurança, há carência de uma unidade de corpo de bombeiros, não apenas para combater incêndios, mas profissionais que estejam disponíveis para qualquer emergência dentro do município: Equipe de salvamento em rios, acidentes, residenciais, etc. A policia Civil e Brigada Militar, são importantes órgãos na cidade, atuantes nas comunidades.
Uma das formas de atrair investidores é trabalhar a parte turística, esta é minha opinião, desde o apoio para artesanato local e diga-se de passagem que é um dos mais belos na região até na melhoria de acesso a pontos importantes como o próprio Jardim das Esculturas, que recentemente, juntamente com município, inaugurou um monumento às margens da BR-158, um bom começo para esta evolução.
Se olharmos para a história do município, não sei se haveria investidores locais, mas o incentivo e os devidos treinamentos para a criação de hotéis-fazendas poderia atrair turistas de outros estados e consequentemente olhares para o desenvolvimento econômico da região e a sua população mais carente de emprego.
Fazer um resumo do que há e pode melhorar, deveria ser um olhar mais técnico que o meu, mais conhecedor da parte populacional, geográfica, política, entre outros, mas não poderia, como cidadão, deixar de homenagear a cidade que moro, seus gestores do passado, atuais e futuros, pelas conquistas e planejamentos... O município de Júlio de Castilhos é uma "mistura" gostosa de viver entre a realidade, o sonho, a realização e principalmente pela oportunidade de viver pertinho de gente que pensa em gente.
Parabéns, nossa "Pátria" pelos seus 128 anos
Att. Caio Portela/Cidade1, DeTudoNaNet e mídias parceiras.
Tecnologia do Blogger.