TOPO Header Ads

Gerente de agropecuária é preso suspeito de fornecer substância para produção de droga no RS


Anestésico veterinário é usado para fazer entorpecente que gera efeito hipnótico e alucinógeno, é altamente viciante e causa dependência química, segundo a Polícia Civil.


Um homem de 29 anos foi preso em operação policial na manhã desta terça-feira (4), suspeito de fornecer substância para a produção de droga sintética. Ele gerencia uma agropecuária em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, e era investigado há cerca de oito meses pela Polícia Civil.

A investigação apurou que o homem tinha fácil acesso à substância por estar na agropecuária, que tem autorização para venda controlada. Entretanto, conforme a polícia, realizava a venda sem observar os requisitos legais, abastecendo traficantes.

Ao longo das investigações, 14 pessoas foram identificadas e estão sendo investigadas por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, diz a polícia.

A substância fornecida para a produção da droga sintética é um anestésico de uso veterinário. Conforme a Polícia Civil, o entorpecente gera efeito hipnótico e alucinógeno, é altamente viciante e causa dependência química, segundo a Polícia Civil.

"As drogas sintéticas são difundidas principalmente no grupo jovens e adolescentes e possuem um grau considerável de dano à saúde", destaca o delegado Mario Souza, diretor da 2ª Delegacia Regional Metropolitana.

Os policiais também cumpriram mandados em Porto Alegre e São Leopoldo. No total, quatro pessoas foram presas, todas suspeitas de tráfico de drogas.

Além de drogas, a operação apreendeu uma arma de fogo, revólver calibre 38, oito munições calibre 38, 40 munições calibre 22, centenas de frascos para embalar drogas e aproximadamente 30 vidros da substância cetamina.


Foto: Polícia Civil/Divulgação
Fonte: G1/RS
Tecnologia do Blogger.