TOPO Header Ads

Confira sobre a mobilização dos Caminhoneiros em Val de Serra

No dia 25 de maio, caminhoneiros, produtores e moradores de Val de Serra iniciaram a realização de protestos contra o aumento dos combustíveis no país, em apoio a Paralisação Nacional dos Caminhoneiros.  Maquinários agrícolas e caminhões foram estacionados no trevo da localidade como forma de protesto. No primeiro dia, de forma pacifica, os manifestantes bloquearam a BR 158, liberando os veículos de 10 em 10 minutos. Neste dia houve um desentendimento, ânimos ficaram acirrados, entre os manifestantes e um batedor da polícia federal, que passava pelo local, realizando a escolta de carretas do exército brasileiro que se dirigiam ao município de Silveira Martins.

O protesto se estendeu pelos dias seguintes. Começava de manhã e finalizava no início da noite, com a colocação e retirada dos veículos no trevo da comunidade. Durante os dias, houve organização de almoços, encontros e conversas com entre caminhoneiros, produtores e moradores de Val de Serra.

Num dos dias de protesto, foi estendida uma faixa contra o presidente. No dia 29, os manifestantes receberam a visita do Pe.Olinto Cremonezi, da Paróquia Nossa Senhora da Piedade, de Júlio de Castilhos.

O posto de combustíveis, recentemente aberto novamente na localidade, sob nova direção e bandeira, recebeu abastecimento de combustíveis na tarde do dia 28. O fato descoberto ocasionou uma fila de automóveis para abastecer. Inclusive, moradores de outras cidades e localidades vizinhas e da própria sede do município de Júlio de Castilhos, o qual registrava falta de combustíveis, foram até o local abastecer.

Devido a Greve Nacional dos Caminhoneiros, a E.E.E.F. Joaquim José da Silva Xavier cancelou as aulas da segunda, dia 28, por determinação da Seduc. No dia 29 houve aulas normalmente, mas as apresentações marcadas para a homenagem ao Dia da Família foram canceladas. Posterior, foi decidido que até segunda-feira, dia 04 de junho as aulas estão suspensas. A escola depende do transporte que é feito pelo município, portanto a decisão de retorno está condicionada à volta do transporte escolar municipal, conforme decreto municipal n 6.534 de 28 de maio de 2018. A previsão de retomadas das aulas é terça-feira, dia 05 (a confirmar)

Devido a greve dos caminhoneiros, o transporte de alguns alimentos ficou prejudicado.Porém, aqui mostramos o gesto do produtor Quatrin, que doou o estoque de leite a moradores da comunidade de Val de Serra. Em vez de jogar fora, porque não doar, quando ainda é possível? Um gesto a ser compartilhado.



Créditos dos textos: Jâneo Manoel Venturini dos Santos e Val de Serra Site
Crédito da foto: Giovana Oizimas

Nenhum comentário

O Site DeTudoNaNet não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado. Obrigado

Tecnologia do Blogger.