TOPO Header Ads

Vamos em ciranda, resistir! Por Wilian Molina Bento


     Hoje eu acordei com saudade de pegar na mão dos companheiros, das companheiras e fazer ciranda, mas aquela ciranda de bater o pé descalço no chão e sentir o corpo arrepiar.
     Conheci a ciranda na Pastoral da Juventude, o momento de cirandar é o momento da união, talvez inesperadamente minha intuição já imaginava e o meu coração já sentia que o dia de hoje ia ser de união de cada um e cada uma de nós.
     Querem prender o Lula, o maior líder político da história brasileira, querem prender ele pra calar a sua voz, mas como ele mesmo diz nós, o povo vai falar, caminhar, lutar e resistir por Lula.
     Neste momento o Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo, no ABC paulista está tomado aos seus redores para proteger Lula, formando uma grande ciranda, e assim devemos seguir em ciranda, fincando nosso pé descalço no chão sentindo onde a gente pisa, o que a gente representa e o que nos move! Devemos seguir em ciranda, para defender a periferia, o filho e a filha da empregada que está na universidade, defender uma ideia, um projeto, um ser humano, defender Lula!
     Sigamos nessa constante ciranda e juntos iremos (Re)Construir um Novo Brasil.

Por: Wilian Molina Bento Acadêmico de História - UFSM Militante da Juventude do PT
Texto/colaboração de autoria e responsabilidade do seu autor

Tecnologia do Blogger.