TOPO Header Ads

Qual é o trânsito que você quer? Aqui você pode opinar sobre o trânsito no seu município

O trânsito, nas rodovias, bem como nas áreas urbanas aumenta cada vez mais e há quem diga que ações de orientação devem ser constantes para prevenir abusos. Para isto a participação da comunidade e seus seguimentos como a família, as escolas e órgãos competentes são muito importantes, é o que têm dito algumas pessoas para o Site DeTudoNaNet, em matérias realizadas em Júlio de Castilhos, relacionadas ao assunto trânsito. 

A baixo seguem informações onde você pode dar sua opinião sobre o trânsito no seu município e no Rio Grande, segundo publicação do Detran/RS.
Qual é o trânsito que você quer?
Reduzir pelo menos à metade, em dez anos, o índice de mortes no trânsito em relação a 2018. Para atender ao chamado da lei federal 13.614/18, que instituiu o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (PNATRANS), o RS irá propor políticas públicas baseadas nas demandas da comunidade.


Para que a população gaúcha possa participar ativamente do processo, o CetranRS, com apoio do DetranRS, colocou no ar o hotsite "Qual é o trânsito que você quer?", que traz cinco questões essenciais para ajudar a traçar o diagnóstico do trânsito aqui do estado. O hotsite pode ser acessado por meio deste link: https://sites.google.com/view/pnatrans/


Escuta social
Além da ativação do hotsite, o CetranRS irá promover seis audiências públicas regionalizadas, ainda neste primeiro semestre, para ouvir gestores de trânsito municipais, pesquisadores, entidades representativas das áreas de trânsito e mobilidade e demais interessados no tema. O cronograma dos encontros é o seguinte:

26/04 – Santo Ângelo
10/05 – Porto Alegre
24/05 – Caxias do Sul
07/06 – Pelotas
20/06 – Santa Maria
05/07 – Passo Fundo

hotsite também irá trazer detalhes sobre o andamento das audiências e os resultados gerais da pesquisa, previstos para o início do mês de agosto.

Em solo gaúcho, o PNATRANS é coordenado pelo CetranRS, com apoio do DetranRS, Comando Rodoviário da Brigada Militar, Polícia Rodoviária Federal, Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro, Federação das Associações de Municípios do RS, Associação Gaúcha de Municípios, União dos Vereadores do RS, Fundação Thiago de Moraes Gonzaga e Instituto Zero Acidente.






Com informações do Detran/RS
Foto de Júlio de Castilhos ilustrativa: Caio Portela
Tecnologia do Blogger.