Mortos em desmoronamento de terra em obra de Tupanciretã são identificados

Autoridades confirmaram no sábado (10) que Anderson Ricardo Leite, de 22 anos, e Ronaldo de Morais Esterys, de 29 anos, morreram no local. O primeiro identificado foi Luiz Fernando Barden Silva.

Os dois últimos operários a serem resgatados do desmoronamento de terra em uma obra foram identificados neste sábado (10), em Tupanciretã, no Noroeste do Rio Grande do Sul. Três homens trabalhavam na construção de um silo para armazenar soja quando foram soterrados por terra.

Segundo autoridades, as vítimas são Anderson Ricardo Leite, de 22 anos, e Ronaldo de Morais Esterys, de 29. Ainda na sexta-feira (9), o primeiro corpo a ser encontrado foi identificado como Luiz Fernando Barden Silva, de 26 anos.

Os operários trabalhavam há três semanas na escavação de um buraco para construção do silo de armazenagem de grãos. O buraco já estava com aproximadamente 8 metros de profundidade quando a terra desmoronou. Um quarto funcionário, operador da retroescavadeira, foi o único que não foi atingido pela grande quantidade de terra que desmoronou.




Do G1/RS
Foto: Foto: Everson Dornelles/RBS TV