TOPO Header Ads

Dicas para criar e cultivar uma horta orgânica comunitária

Já pensou em colher alimentos orgânicos fresquinhos bem pertinho de sua casa e preencher a mesa com saúde? E que tal fazer novas amizades, exercer a cidadania e promover uma alimentação mais adequada para as pessoas que moram próximas a você?

Essas são algumas das vantagens que uma horta comunitária pode trazer para os frequentadores de uma vizinhança.

Cada vez mais populares em grandes centros urbanos, as hortas comunitárias podem ser uma solução prática e barata para melhorar a qualidade de alimentação nas cidades. O melhor de tudo é que o cultivo dessas hortaliças baseia-se nos princípios de agricultura orgânica, ou seja, as pessoas sabem que o alimento colhido ali é fresco e não contém agrotóxicos. A ideia é que a horta comunitária seja de todos, ou seja, todos podem ajudar, plantar e se beneficiar com o produto no final.

Confira algumas dicas para a criação de uma horta comunitária

Converse e convença

O primeiro passo é mobilizar sua comunidade quanto à importância de ter ali pertinho uma fonte de alimentos frescos, naturais e saudáveis. Assim, converse com os vizinhos sobre os benefícios do projeto. Também vale visitar outras hortas comunitárias em outros bairros para adquirir informações importantes e trocar experiências.

Encontre um espaço

Em seguida, é necessário encontrar um espaço para abrigar a horta. O Ideal é que o local seja ensolarado, plano e de fácil acesso. Lembre-se de que a ideia do projeto é ser sustentável, assim, invista em compostagem orgânica e caseira, deixando de lado os adubos industriais. Vale lembrar que se a horta comunitária for construída em espaço público, é necessária autorização do órgão local competente, como administração local ou prefeitura. Essa autorização não é complicada de se conseguir e evita problemas. Em muitas praças, aliás, ela é até encorajada, já que também serve como um meio barato de limpeza e preservação de terrenos públicos.

Busque ajuda

Algumas prefeituras oferecem sementes, ferramentas e até instrutores para ensinarem as técnicas. Também procure por organizações não governamentais (ONGs) que ajudam novos agricultores gratuitamente. O objetivo e estudar sobre o assunto e reunir várias pessoas da comunidade que vão plantar uma boa diversidade de hortaliças e cuidar do local da forma mais adequada.

Integre-se com a comunidade

As hortas comunitárias também são uma ótima oportunidade para promover a integração social, graças à troca de conhecimentos e trabalho em equipe. Então, faça um mutirão de pessoas para fazer plaquinhas, planejar as plantações e escolher as regras de como todos podem se beneficiar com o projeto. É muito importante que as crianças sejam incluídas no processo para que elas possam colocar a mão na massa e aprender a necessidade de alimentos frescos.

Construir uma horta comunitária em seu bairro vai plantar uma boa ideia na cabeça de muitos. Além de revitalizar um espaço público, provavelmente vai mudar a maneira de pensar de muitas pessoas quanto à produção e consumo de alimentos.

A hora de regar

Em hortas comunitárias é ideal ter um planejamento. Procure junto à sua comunidade pessoas que podem plantar e cuidar do local. É preciso ter um controle, por exemplo, da quantidade de água na hora da rega. 

Trabalhe em grupo

Organize mutirões de plantio e limpeza. Quanto mais pessoas participam do processo, mais a horta e a comunidade se beneficiam.

Compartilhe a colheita

Cada participante pode plantar as hortaliças que deseja, mas a ideia de uma horta comunitária é que todos possam se beneficiar com uma boa variedade de legumes e verduras frescos. 



 Foto: Karina Zambrana/MS

Do Saúde Brasil
Tecnologia do Blogger.