TOPO Header Ads

MAIS NOTÍCIAS DE JÚLIO DE CASTILHOS EM radiocidade1.com

22 julho, 2017

Entre homens e animais - Por Artur Azeredo


Em 2009 Rosa Maria Melo, por experiências pessoais e observando o que acontecia na comunidade, sentiu a necessidade de fazer algo para ajudar os animais abandonados. Foi ai que surgiu a ONG São Francisco, com ajuda da comunidade e de outras ONGs, Rosa deu início ao seu trabalho.

Hoje Júlio de Castilhos convive com o excesso de cães nas ruas, em sua maioria abandonados, muitos sofrendo maus tratos. O trabalho da ONG São Francisco é tratar desses animais e encaminha-los para adoção. No entanto, isso requer um local e gera custos como: deslocamento, veterinários e alimentação. Mesmo com o apoio da comunidade, taxistas, advogados, promotor e veterinários, Rosa relata que encontra dificuldades em atender tantas ocorrências.

Trabalhar em uma ONG é um esforço voluntário, requer tempo e dedicação, pois existem compromissos. As pessoas não estão preparadas para assumir este tipo de responsabilidade, manifestações em redes sociais não se refletem em ações efetivas muitas vezes, observa Rosa.

A solução apontada pela presidente da ONG São Francisco é a criação de um castra móvel, um veículo equipado para o atendimento dos animais nas comunidades. Além de uma sala para que as castrações possam ser feitas e os animais que precisam de cuidados e tratamento possam ser atendidos. Tramita no executivo um projeto para a construção de uma sala, para castração e atendimento de animais, dia 15 de Agosto deve ser a votação.

Orgulho da semente plantada, Rosa pensa no trabalho a longo prazo, reconhece que a comunidade acolheu a ONG, mas que ainda precisa evoluir muito no que diz respeito ao tratamento dos animais. Maus tratos é crime, os animais são indefesos, mas tem sentimentos e necessidades como qualquer ser humano.






Texto e foto: Artur Azeredo