TOPO Header Ads

MAIS NOTÍCIAS DE JÚLIO DE CASTILHOS EM radiocidade1.com

16 julho, 2017

Em Júlio de Castilhos cavalo demonstra que também gosta de lazer

Em Júlio de Castilhos um animal cavalar demonstra bom gosto em seu comportamento em alguns dias na comunidade.

Algumas pessoas das redondezas, do Bairro Santa Isabel, não souberam quem é seu proprietário, porém um costume deste animal chama a atenção: Passar o dia na Praça; eis um comportamento e tanto para este mundo estressante. 
Já foram registradas várias vezes o animal seguindo em passos largos na direção da pracinha, como assim é chamado o local, onde tem uma academia ao ar livre. Já há quem disse que se instalar um carrossel certamente ele irá praticar algumas caminhadas, pois demonstra muita tranquilidade quando se encontra em seu mundo cavalar, como foi registrado pela reportagem do Portal de Notícias De Tudo Na Net.

Os cavalos já acompanham o homem há centenas de anos, e, até hoje, é um animal impressionante, que ajuda o homem a desenvolver diversas atividades, desde a alimentação até o transporte. Com isso, torna-se necessário conhecer os hábitos e o comportamento destes animais espetaculares.

Antigamente, o cavalo vivia em manadas lideradas por uma fêmea. Ela disciplinava a manada, decidindo onde comer e quais éguas o garanhão poderia cobrir. A comunicação com o grupo era feita através da linguagem corporal. A égua punia o membro, isolando-o do grupo. É a forma efetiva de disciplina dentro da manada, pois o isolamento deixa vulnerável o predador e isso o contraria. Reconsiderada sua posição, pedia para voltar ao grupo e a fêmea deixava que ele retomasse seu lugar na manada.
Importante ressaltar que a primeira reação de um cavalo, quando presente o perigo, é fugir. Eles fogem e percorrem, aproximadamente, uma distância de 600 metros, antes de virar e reconsiderar a situação. Caso eles achem que a fuga foi em vão, recorrem à luta. Os cavalos também gostam de pastar, pois precisam gastar muito tempo alimentando-se. Isto significa que precisam preservar a energia, que só deve ser gasta se realmente for necessário. Com isso, ele prefere escolher caminhos com menos obstáculos, visando ao menor esforço para conseguir o que quer.

Estes aspectos requerem maior atenção ao se estabelecer o local para criação destes animais, pois necessitam de muito espaço, e não se sentem felizes quando estabulados. Deve-se, também, levar em conta o tipo de treino para que ele adquira resistência adequada.

Cavalos precisam de 16 horas de mastigação, 4 horas de sono não contínuo, 4 horas de lazer e jogos e 24 horas de relacionamento social. É necessária a comunicação com seu cavalo, sendo que a palavra do dono com o animal representa 7% da receptividade, já o tom de voz 38% e a linguagem corporal é a mais importante, representando 55%.
Os animais também não devem ser forçados contra sua natureza, e quando isso acontece, as consequências poderão ser desastrosas, e gerar comportamentos contrários, podendo, até, resultar em aparecimento de doenças.





Edição e adaptação para a matéria: Caio Portela  
AutoraRosalina Saloá Bertolini- Psicóloga, Pós-graduada em Neuropsicologia 
Fonte: Mundo dos cavalos

Adaptação inicial: Escola do Cavalo