TOPO Header Ads

São Sepé - Agropecuarista encontra fonte de água mineral

Quando contratou o serviço para perfuração de um pequeno poço artesiano, há mais de 15 anos, o  agropecuarista sepeense Eulo Machado mal sabia que estava tão próximo de uma das maiores riquezas: a água em abundância. Passado mais de uma década, Machado finalmente conseguiu mobilizar profissionais e recursos para avaliar um local que sempre soube ser fértil. Os resultados obtidos recentemente mostram que é sob terras sepeenses que está um produto nobre e de extrema qualidade.

A propriedade localizada no Terceiro Distrito, na localidade dos Passinhos, fica 10km distante do centro da cidade. E foi a observação do volume de água que saia do solo que incentivou Eulo a buscar amparo técnico para o caso. Há algumas semanas, os laudos emitidos por uma empresa especializada em análises mostrou o nível de qualidade de um dos principais fatores que definem a água. O “potencial hidrogenônico”, conhecido como PH, gerou resultados positivos. Com PH 8,69 a água é considerada alcalina.

No relatório emitido pelo Laboratório de Análises Minerais (LAMIN) a conclusão é de que a água é classificada como “água mineral alcalino bicarbonatada, fluoretada e litinada“. Ainda cita o laudo que a amostra enviada para análise obedece os padrões de portabilidade definidos pelas legislações em vigor (Resolução 274/2005 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária), e Portaria MS nº 2914 de 12 de dezembro de 2011 (federal).
Recentemente um segundo poço artesiano foi perfurado com mais de 100 metros de profundidade. Operando cerca de 16h por dia, a capacidade gerada é de 42 mil litros por hora, número que chega aos 672 mil litros/dia. Como mantém fluxo há mais de 15 anos, também mostra-se a estabilidade do poço.

Com os dados em mãos o produtor quer agora buscar parceiros para industrializar o processo. “Minha família sempre consumiu essa água e tínhamos certeza da qualidade dela. Agora que os laudos técnicos comprovaram o que já sabíamos vamos buscar parcerias para levar a água para mais pessoas”, salienta Machado.

O assunto também despertou atenção do poder público municipal, já que representa fatores econômicos para a cidade. Segundo o agropecuarista, o executivo tem prestado apoio no que é viável e o objetivo é ainda contribuir para o desenvolvimento do município.



Fonte e foto: OSepeense
Tecnologia do Blogger.