TOPO Header Ads

Greve dos caminhoneiros - Governos acionam inteligência da segurança pública para monitorar movimento

Setores de inteligência da Brigada Militar, Polícia Civil e Polícia Federal já atuam em busca de informações sobre a greve dos caminhoneiros, convocada por movimentos autônomos para ocorrer a partir da próxima segunda-feira, por tempo indeterminado.

Existe preocupação com o eventual impacto do movimento grevista na economia e no fluxo de veículos nas estradas, além do risco de desabastecimento. Insegurança e conflitos também estão no radar das autoridades.

Agentes já foram deslocados para os locais onde acredita-se que a paralisação poderá ser mais massiva. A prioridade é acompanhar a região de Rio Grande e as principais vias de escoamento da produção e de mercadorias, como BR-386, BR-116, BR-392 e BR-101.

Procurado, o Ministério dos Transportes não se manifestou.

No núcleo do governo federal, há preocupação com os rumos do movimento, a ausência de reconhecidas lideranças grevistas em cada região e a forte circulação de informações falsas no WhatsApp. O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) participou de reunião na Casa Civil na quinta-feira, ocasião em que o tema foi debatido.

— O ministro Rossetto (Miguel Rossetto, do Trabalho e Previdência) está participando. Um time de ministros trabalha nisso, dialogando com lideranças. A ideia é tentar retomar o diálogo para evitar a greve, que não é boa para ninguém neste momento, nem para o país, nem para o governo — comentou Pimenta.

para o país, nem para o governo — comentou Pimenta.

Leia mais no Link de Origem de ZH. Clique Aqui!



Fonte: Zero Hora
Foto: Jean Pimentel/Agencia RBS
Tecnologia do Blogger.