TOPO Header Ads

ATENÇÃO: O MUNDO PRECISA SABER DE SUAS BOAS AÇÕES...NOS ENVIE PELO WHATSAPP 55 98134 2776

05 outubro, 2015

Um porco é velado no RS para alertar contra indústria da carne

Três entidades que lutam pelos direitos dos animais realizaram no domingo (4), em Porto Alegre, um ato contra a matança de animais para o consumo de carne. Para chamar a atenção de quem passeava pelo Brique da Redenção, no Parque Farroupilha, eles realizaram o velório de um porco, na data em que se comemora o Dia dos Animais.

"No Dia dos Animais, não temos nada a comemorar. A gente resolveu chamar de Dia de Luto pelos 65 bilhões de animais mortos por ano no mundo para o consumo de carne. No Brasil, de acordo com o IBGE, um porco, um boi e um frango são abatidos a cada segundo por matadouros", explicou ao G1 Márcio Linck, que faz parte da entidade Pró-Animal.

Segundo ele, o objetivo do ato foi chamar a atenção das pessoas  para os direitos dos animais, que são tratados como mercadorias para consumo humano. "Temos que ter consideração em relação aos direitos, liberdade, a se relacionar com seus pares, porque hoje os animais são castrados sem anestesia, os porcos são separados das mães depois de 12 dias, é um ciclo vicioso que transforma o animal em objeto para o mercado consumidor", afirmou Linck.

O ativista afirmou que a imagem do animal no caixão, como se fosse um ser humano, impactou as pessoas que passaram pelo local. "Elas ficam um pouco pensativas ao ver o porco como um ser humano", disse Linck, citando que existem estudos que comprovam que os animais têm sentimentos como os seres humanos.



Fonte: G1/RS
Foto: Divulgação