TOPO Header Ads

MAIS NOTÍCIAS DE JÚLIO DE CASTILHOS EM radiocidade1.com

19 outubro, 2015

Estado - Caminhão atropela e mata três crianças indígenas na BR-386

Um caminhão perdeu um rodado que atingiu quatro crianças de uma aldeia indígena em Estrela, na manhã desta segunda-feira (19). O acidente ocorreu no quilômetro 360 da BR-386. Três crianças morreram e uma quarta vítima foi encaminhada para o hospital de Estrela.

A Polícia Civil identificou as vítimas fatais Chaiane Soares Lemes, 15 anos, Taís Soares Lemes, 9 anos, e Franciele dos Santos Soares, 14 anos. Anelize Soares Lemes, 13 anos, foi levada ao hospital de Estrela e está em estado grave. 

Segundo os membros da tribo caingangue, as três irmãs e a prima fazem parte da tribo que fica situada a cerca de 500 metros da rodovia, e é composta por 150 índios. 

Após o acidente, alguns carros foram depredados pelos índios, revoltados com o ocorrido. Eles protestam pedindo mais segurança. 

De acordo com Adão Madril, chefe da 4ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, o caminhão não ficou no local, mas já foi identificado. Madril informou, em entrevista ao Gaúcha Atualidade (Programa da Rádio Gaúcha), que as crianças aguardavam o transporte escolar, em uma parada de ônibus, no acostamento da rodovia, quando foram atingidas. 

A pista está bloqueada nos dois sentidos e há congestionamento na região. O trânsito está sendo desviado no km 366, por Teutônia no sentido Capital - Interior. No sentido contrário, o desvio está sendo feito dois km antes do local do acidente. 

Atualização - 16h41
Motorista diz que só notou queda de rodado uma hora após acidente
O motorista que causou um acidente com três vítimas no km 360 da BR-386, na manhã desta segunda-feira (19), afirma não ter percebido que um rodado havia se desprendido do caminhão. Em entrevista à Rádio Gaúcha, Helio Fernando da Rosa Amador disse só se deu por conta quando fez uma parada, por volta das 7h30, uma hora após o acidente.

De acordo com o motorista, o veículo que causou o acidente fatal passou por manutenção há menos de uma semana. Entre as melhorias realizadas, foram contempladas a troca de dois pneus.

"Sexta-feira foram gastos quase R$ 2 mil no caminhão. Foi trocado parafuso de roda, lona de freio, retentor, graxa. Foram colocados dois pneus novos, os dois que caíram", afirma.

Embora não informe com precisão, ele nega que estivesse acima da velocidade permitida na rodovia. "Eu não sei nem onde foi o local (do acidente). Mas a nossa velocidade é de 70 km/h, 85 km/h", contou.

"Acabou minha carreira"
Na profissão há mais de três decadas, o homem disse que nunca havia passado por situação semelhante. De acordo com ele, o acidente pôs fim a sua carreira de motorista.

"Também tenho filho pequeno, é um choque. Para mim, acabou a minha carreira. Eu já saí da estrada para ficar aqui perto, eu saí para ficar perto dos meus filhos. É uma tragédia muito, muito triste", relatou.


Foto: Paulo Rocha/Gaúcha
Fonte: Rádio Gaúcha